Treinar Virtual - Gestão Empresarial

32. 3031-1500

contato@treinarvirtual.com.br

Contato
Artigos O desafio da precificação nas empresas

Prof. Jorge Felipe Miguel

O desafio da precificação nas empresas

No âmbito de atuação da chamada economia de mercado, muitos empreendedores, principalmente aqueles que estão à frente de organizações de menor envergadura, têm sinalizado dificuldades no que tange aos aspectos que envolvem critérios a serem adotados para a correta precificação de seus produtos e ou serviços.

Sendo assim, podemos inferir que tais dificuldades tendem a apresentar causas distintas, dentre as quais se podem mencionar: ausência de conhecimento específico no trato para com o assunto em pauta, necessidade de formular preços finais, tomando-se por base as pressões exercidas pela arena de competição na qual a sua organização está inserida, ou mesmo a adoção de critérios incompatíveis com o esforço necessário para o correto tratamento do assunto.

Neste aspecto em particular entende-se que existem lacunas na composição do nível de conhecimento julgado ideal para a realização e implementação de uma política de formação de preços, que se mostre aderente aos parâmetros e objetivos de crescimento das organizações, especialmente aquelas que atuam no segmento de prestação de serviços. Para estas o fato sugere a formulação da seguinte questão: qual método de custeio deve ser utilizado para que se consiga chegar ao preço final justo para um determinado serviço, que remunere o capital investido e se mostre suficientemente robusto para a geração de margem de comercialização?

Muitas das vezes, com o objetivo de conquistar um novo cliente ou até mesmo competir com as grandes organizações, as micro e pequenas empresas acabam praticando preços a baixo do mercado com a finalidade de criar relacionamento de longo prazo e fechar contratos com grandes organizações sem conhecer ao menos os custos fixos de fabricação e lucratividade esperada com a venda de cada produto ou serviço.

Cabe ao administrador financeiro identificar os processos envolvidos no desenvolvimento do produto ou serviço, identificar as variáveis que influenciam os custos, elaborar um sistema de custeio que pode ser desenvolvido até mesmo no “Excel”, para que o empreendedor tenha condições de monitorar a estratégia adotada, tomar decisões de precificação fundamentadas, permitindo-lhe definir um planejamento financeiro e comercial, de forma que estes estejam alinhados com as expectativas de retorno da organização.

Você tem mais alguma dúvida?

Clique na imagem abaixo e o Prof. Jorge Felipe Miguel lhe responderá com grande prazer...